Crise na Zona Euro não afasta investimento chinês

15/09/2011 22:00

 

O primeiro-ministro da segunda maior economia do mundo, Wen Jiabao, afirmou que a China continuará a investir na Europa, apesar da crise da dívida na Zona Euro.

Na abertura da sessão de Verão do Fórum Económico Mundial de Davos, em Dalian, nordeste da China, o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, afirmou que «a China continuará a ampliar os seus investimentos na Europa, mas os líderes da União Europeia e dos seus principais países devem também olhar corajosamente para a relação com a China numa perspectiva estratégica».

A China é a segunda maior economia do mundo, com uma carteira de reservas em divisas no valor 3,2 biliões de dólares (2,34 biliões de euros), mas a União Europeia ainda não lhe atribuiu o estatuto de economia de mercado.

«Os riscos da dívida soberana estão a crescer em alguns países, causando turbulência no mercado financeiro internacional», alertou Wen Jiabao.

O primeiro-ministro chinês mostrou-se «confiante» no impacto do desenvolvimento da China na economia mundial. «A economia chinesa dará uma nova contribuição para uma recuperação robusta, sustentável e equilibrada da economia global», acrescentou.

O discurso de Wen Jiabao reforça o apoio aos países da Zona Euro manifestado terça-feira pelo governo chinês, a propósito das especulações internacionais acerca da possibilidade de Pequim comprar títulos do tesouro italiano.

Fonte: TSF Rádio Notícias http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1994076&tag=China

 

Pesquisar no site

Contato

China Prime Trading Ltd. Dongbin Road, Hisee International Commercial Building, room 709F Nanshan
Shenzhen
+86 755 2167 5106
+86 13823649971
+55 51 994124032